ESCOLA DE ARTES VISUAIS

A Escola de Artes Visuais do Centro de Formação de Artística e Tecnológica oferece Cursos Básicos e de Formação Inicial que visam preparar o aluno para a compreensão histórica, social e artística dos aspectos teóricos inerentes à concepção e montagem de exposições por meio de disciplinas que abordam a elaboração de projetos culturais, pensamento curatorial, história da arte, mercado, concepção do espaço expositivo, novas mídias, suportes e a atuação no campo da arte-educação. Todo semestre são oferecidos cursos de nível básico em Arte-Educação, Curadoria, Expografia e o curso de Formação Inicial Continuada em Assistente de Produção Cultural.

Com o objetivo de criar experiências inovadoras, produzir conteúdos culturais e construir um repertório diversificado no conhecimento das artes, os cursos da Escola de Artes Visuais foram estruturados para pensar a arte em suas diversas atuações.

Nesse sentido, o curso Básico de Arte-Educação apresenta programas e projetos educativos para as artes visuais, relacionados à mediação cultural e a outras práticas educacionais, pensando a adequação de conteúdos a públicos diversos. O curso Básico de Curadoria trata dos conceitos da curadoria e a atuação do profissional em suas relações com o mercado, instituições, público e história da arte. O curso Básico de Expografia investiga os princípios e métodos para a exibição visual de obras e desenvolve conceitos básicos para a percepção espacial de galerias e de espaços alternativos. A Formação Inicial Continuada em Produção Cultural examina processos de planejamento e escrita de projetos, captação de recursos, leis de incentivo à cultura, financiamento colaborativo e viabilização para ocupação de espaços públicos.

O ingresso de alunos é feito semestralmente através do edital de seleção, publicado no site da Fundação Clóvis Salgado (www.fcs.mg.gov.br) e divulgado no Instagram (@fcs.palaciodasartes) e no Facebook (@fundacaoclovissalgado).

Além desses cursos regulares, a Escola de Artes Visuais também oferece cursos de extensão e cursos complementares, visando ampliar a formação de seus alunos. Os cursos também são divulgados através do site e das redes sociais da Instituição.

A Escola de Artes Visuais atua ainda no Educativo FCS, programa ligado à Gerência de Extensão, que visa proporcionar ao público experiências que o levem a uma compreensão das artes e a fomentar a reflexão e a ampliação de conceitos relacionados à cultura e à contemporaneidade. Os professores da Escola realizam pesquisa, planejamento e execução de ações formativas no campo das artes, desenvolvendo atividades artístico-pedagógicas ligadas à mediação em galerias de arte do Palácio das Artes e do CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais e no Cine Humberto Mauro, através do programa Cine Escola (ações suspensas temporariamente, devido à pandemia da Covid-19). Com a suspensão das atividades presenciais, o Educativo FCS assume o formato virtual como alternativa para diminuir a distância e aumentar a interação entre o público e as diversas linguagens artísticas que integram a Fundação Clóvis Salgado. Com uma proposta de experimentação e inovação em práticas de mediação, apresenta conteúdos divulgados nas redes sociais e publicados no site da FCS (http://fcs.mg.gov.br/projeto-educativofcs/).

Esse espaço educativo virtual conta com quatro eixos temáticos, fazendo um passeio pelas Artes Visuais. A começar por “Um Click de Cultura”, que traz contextualizações histórico-sociais, referências diversas e reflexões inusitadas acerca da arte em geral. Para falar sobre arte contemporânea, o “Bora Falar de Arte?” faz um convite especial para investigarmos o universo das catalogações, dos inventários e dos alfabetos, que vão de objetos comuns a artistas variados, dialogando assim com o cotidiano de forma prática e em sua potência poética. Além desses eixos, tem também o estudo de processos práticos com atividades e muita diversão. Para o público infantil, o “Cineminha On-line” traz indicações de curtas-metragens (disponíveis on-line e gratuitamente), com sugestões de atividades, brincadeiras, reflexões e curiosidades sobre esse universo em movimento. Já o “Criarte” proporciona tanto a experiência de colocar a mão na massa, ao incentivar o desenvolvimento de atividades criativas, quanto a reflexão sobre artistas e materiais acessíveis para esse encontro com a criação.